segunda-feira, 30 de maio de 2011

Calamidade na Educação: A culpa é somente do Estado?

Olá, resolvi criar esse blog por dois motivos. O primeiro é que eu sinto a necessidade de praticar esse ofício da escrita para aprimorar  e ficar mais afiado para a profissão que eu escolhi, o Jornalismo. Segundo, é pelo sentimento de ausência de um espaço para analisar os fatos da sociedade de forma mais geral e reflexiva.
Para inaugurar meu blog, escolhi um assunto que sem dúvida é responsável pelo futuro de qualquer país: A Educação. Recentemente, o assunto está nas rodas de discussões devido a professora do Rio Grande do Norte, Amanda Gurgel, relatar em uma audiência pública a situação vexatória do ensino público no seu estado. Se você não viu, veja:
Uma coisa é certa, essa não é uma situação exclusiva do Rio Grande do Norte, é do país inteiro. Mas é certo culpar apenas o Estado da situação deprimente da educação no Brasil? Os próprios professores, os alunos, os seus familiares são apenas vítimas desse sistema falido de ensino?
É importante ressaltar que se fosse feito uma pesquisa pública para se conhecer quem são os responsáveis pela precariedade da Educação no país, é obvio que o Estado figurado no papel dos políticos seria citado em disparado em primeiro lugar. Talvez outras opções nem seriam lembradas.
A culpa do Estado está no pouco valor que se investe na Educação nesse país. Aliada a precárias estruturas, os baixos salários dos professores os deixam desmotivados de cumprir com essa bela e fundamental profissão. Mas culpar o Governo da total responsabilidade é um equívoco, precisa-se também dar valor a importância da presença dos familiares na vida do filho e do estudante, para que não se credite na escola o verdadeiro papel de EDUCAR que é de responsabilidade dos pais e não da escola e dos professores.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...